Orar é falar com Deus

O Poder da Oração


1. Por que orar?

1.1 Porque Deus, o Pai, nos chama à oração:

“Invoca-me no dia da angústia: eu te livrarei, e tu me glorificarás (Sl. 50:15). Além do fato que o Senhor atende também o nosso clamor causado por necessidades exteriores, todo aquele que começar a ler Sua palavra com o coração aberto, inevitavelmente entrará em necessidade interior. E nisto vem o convite do Pai: “Invoca-me no dia da angústia.”

1.2 Porque Deus, o Filho, nos urge à oração:
“Disse-lhes Jesus uma parábolo, sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer” (Lc. 18:1). “Pedi, e dar-se-vos-á, buscai, e achareis; batei. e abrir-se-vos-á” (Mt. 7:7). Ele, o Filho de Deus, portanto, nos urge a intensificar a nossa oração. Pois “pedir” é um perguntar passivo, “buscar” já é uma perseverança decidida, porém “bater” significa penetrar até à presença de Deus, continuar até que a porta do Santíssimo se abre.

1.3 Porque Deus, o Espírito Santo, quer orar por meio de nós.

“Também o Espírito semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira com gemidos inexprimíveis”, (Romanos 8:26). O chamado do Deus triuno à oração consequentemente abrange também a Sua promessa de produzir em nós esta oração. O mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira com gemidos inexprimíveis. Como podes defender ainda a tua inteligência e preguiça na oração quando o Deus triuno te urge tanto a orar, e mais ainda, quando Ele até te promete, fazê-lo em e através de ti! “Fiel é o que vos chama, o qual também o fará”. Se, pois, o Deus triuno nos chama à oração, três coisas são necessárias: primeiro: oração, segundo: oração e terceiro: ainda oração.

“Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei cousas grandes e ocultas que não sabes” (Jer.33:3).Quão grande e encoberto segredo é o poder ilimitado da oração: temo falar disto, pois me considero incapaz de descrever, em palavras humanas, a inefável onipotência de Deus que Ele revela ao homem que ora. Queremos tentar aproximar-nos, mediante uma simples pergunta, no centro deste segredo divino.

Bibliografia: O PODER DA ORAÇÃO por Dr. Wim Malgo, 2007

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Saiba Mais