Orar é falar com Deus

Deus, eu peço, cura o meu coração…

Sempre me pergunto porque os problemas vêm todos de uma vez. Não seria melhor vir um de cada vez? Mas não, quando a tribulação começa, começa tudo de uma só vez, como se fosse chibatadas a te jogar no chão. Você tenta levantar mas vem algo e te joga no chão de novo.

Desde junho tem sido assim na minha vida. Uma coisa atrás da outra. Quando penso como resolver algo, outra coisa acontece. Nesse fim de semana minha mente e força espiritual parece que me faltaram. Foi difícil. Pensar em tantas coisas para resolver em meio a uma fraqueza absurda de mente e coração. Tive dificuldades até para rezar. Pedi ajuda a alguns amigos para intercederem por mim, pois toda oração é válida e não há oração sem resposta para Jesus. Muito embora tem vezes que Ele demora tanto a te responder, não é mesmo?
Mas não posso e não devo perder a fé. Pois é ela o que tenho de mais precioso na minha vida. É a fé que me segura. É a fé em dias melhores e a solução de problemas que me faz sempre seguir em frente. Nunca largar da mão de Deus é o meu objetivo. Preciso louvar mais ao Senhor. Preciso esquecer coisas que me magoaram. Esquecer pessoas que me fizeram mal e me focar apenas no que é bom para mim.
Tenho uma dificuldade extrema em perdoar. É uma luta constante. Por mais que educadamente eu queira fazer isso, que eu queira relevar, é mais forte em mim a mágoa, a dor. Tenho mania de perfeição. Mania de tentar sempre fazer o bem. Sempre tento me por no lugar da pessoa. E penso, porque as pessoas que fazem algo pra mim não se colocam no meu lugar antes?
Por incrível que pareça, não tenho relações com ex-namorados que eu tenha terminado o namoro, por exemplo. Nunca fiz nada na vida de forma ambígua ou mal-terminada. Quando eu não gostava de alguém, quando eu via que não ia dar certo, antes da pessoa estar envolvida eu já terminava, sem machucá-la. 
Amizades que não dão certo, me afasto totalmente e pronto. 
É difícil entrar no meu coração, mas mais difícil é sair dele quando deixo alguém entrar. Quando amo uma pessoa, eu a amo com todas as minhas forças. E dói mais em mim descobrir que a pessoa mentiu e me enganou do que qualquer outra coisa, por que eu não sei como é fazer isso. E quando fazem a falta de entendimento para isso é muito grande.
Não tenho discernimento para perdoar, para esquecer, ou para deixar pra lá, enquanto toda a dor não cesse. Esqueci um relacionamento de onze anos totalmente, não mais me lembro dele e nem tem o mesmo mais forças para me magoar. Mas nunca, em nenhum momento, posso abrir a minha boca para dizer que perdoei. Eu entrego o perdão a Deus que é justo e bom. Esqueci, é um fato, mas nunca o deixarei chegar perto de mim de novo.
Minha filha mentiu algumas vezes para mim, e tudo que ela fala eu penso: será verdade? Isto se justifica pelo fato de que toda pessoa que mentiu uma, duas vezes para mim e eu perdoei, fez de novo. Todas as vezes que eu apostei na mudança da pessoa, eu errei.
Então hoje em dia não sei mais em que ou no que acreditar. Porque o mundo está tão difícil e tão complicado… vejo sempre o que é ruim melhor potencializado e admirado. 
Mentiras, falsidades, falta de amor verdadeiro, traições, enganações…
Mas a única pessoa que não posso perder o acreditar é em Jesus. A TI, meu Deus, eu peço, cura o meu coração…
você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.